Carta - Meditação

Guarulhos, 24 de agosto de 2016

Meditação

Querida alma, tenho dúvidas.

Bom começo lembrando desse gesto doador de ouvir que alguns tem tão bem desenvolvido. Uma querida amiga uma vez me disse: "Aprendi a ouvir porque não me ouviram".

Assim é uma pessoa superando limites e doando além do que lhe deram. 

Esta imagem que segue é de uma palestra, não dela em si, mas do caminho. O caminho é tão importante quanto o destino, um depende do outro. Só segui este caminho por ter um objetivo, onde queria chegar.
Realmente, não saberia dizer ao certo o motivo do registro. Tiro poucas fotos. Diria apenas que estava bem mais dourado o céu e que enquanto caminhava, mesmo que pela rua, indo em direção ao sol, me senti muito importante. Convidado a participar daquele momento.

A palestra me surpreendeu. Ouvir o sussurro do coração.

Há dias estou esgotado com os mesmos pensamentos. Incrivelmente ouvir o último palestrante falar em quinze ou vinte minutos, sobre bullying e largar as experiências do passado, foi demais.
Talvez seja hora de olhar em direção ao sol e iniciar um novo eu. Uma nova vida...

Até, alma gentil, por enquanto é isso.

Em processo de ouvir a mim mesmo.
Seu,
Márcio Grou.

Comentários

Postagens mais visitadas